quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Agradecimento por um 2010 inesquecível !

Um grande brinde, a todos os que tornaram o ano de 2010 inesquecível, para este engenheiro de estradas convertido à bicicleta como meio de transporte e de viagem. Portugal e os portugueses ganharam um espaço ainda maior no meu coração, na minha vida, nas minhas decisões, no meu trabalho. A todos, mesmo todos, que por esse país fora moldam este cantinho na ponta sudoeste da Europa, votos de um 2011 melhor, menos rotineiro, mais activo e cheio de celebrações.

Veja o dia-a-dia dos "100 dias" em ETAPAS

Paulo Guerra dos Santos

(Foto captada no Porto, dia 09 de Agosto de 2010, num brinde com cálice de Porto Branco Seco, Churchil. Vista para a Ponte da Arrábida, na companhia de Paulo Torres)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

06.12.2010 - A bicicleta como meio de transporte e turismo

Reportagem no programa Terra Alerta da Sic Notícias, com a repórter Carla Castelo, sobre a promoção da bicicleta como meio de transporte e turismo de viagem em Portugal. Aqui »


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

04.12.2010 - Reportagem TVI sobre as bicicletas em Lisboa

Reportagem de Pedro Veiga da TVI sobre o aumento do uso de bicicletas em Lisboa como meio de transporte. Declarações de Duarte Mata, Paulo Guerra dos Santos e José Sá Fernandes. Aqui »

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

18.11.2010 - Do Cais-do-Sodré à RTP, com Ana Galvão

DESCRIÇÃO
08:20h - Cais-do-Sodré
08:40h - Entrevista em viagem para a Antena 3
09:00h - Cais de Xabregas
09:30h - RTP, Olivais-Chelas

13:30h - Regresso
14:00h - Cais-do-Sodré

Tempo dispendido a pedalar: ida » 0:50h ; volta » 0:40h
Distância percorrida em cada sentido: 9 km
Distância Total percorrida: 18 km
Distância a subir: 2,8 km a 3% de inclinação
Altitude acumulada: 85 metros

RELATO
Mais uma vez, a nossa conhecida voz da Antena 3, Ana Galvão, decidiu ir para o trabalho de ... BICICLETA. A Ana vive na linha de Cascais, pelo que fez-se deslocar com a sua bicicleta nos comboios sub-urbanos da CP, onde o transporte da bicicleta é totalmente gratuito e permitido 24h por dia, em qualquer sentido.

- Ao contrário da generalidade dos portugueses que conheço, a Ana é pontualíssima. Tínhamos combinado às 08:15h na estão de comboios do Cais-do-Sodré, e quando lá cheguei pelas 08:10h, já ela lá estava. E a fazer uma boa acção: ajudava uma senhora iletrada a preencher os impressos para aquisição do passe Lisboa Viva.

- Preenchidos os impressos, uma última foto antes de arrancarmos para percorrer os 9 quilómetros que separam o centro de Lisboa das instalações da Antena 3, na RTP, em Chelas

- A passagem pela Praça do Comércio fez-se com uma paragem para encher os pneus da bicicleta da Ana, que estavam com a pressão baixa

- As pedaladas fizeram-se pelo largo passeio (e com reduzido tráfego de peões) da Av. Infante D. Henrique, até à zona de Santa Apolónia, onde parámos para, via telemóvel, dar uma entrevista em directo para a Antena 3. 

- De Santa Apolónia a Xabregas, existe uma estrada de serviço ao porto de Lisboa, com reduzido tráfego automóvel. Apenas alguns veículos pesados por ali circulam. E como estava uma bela manhã de sol, parámos para apreciar a vista do Tejo, no Cais de Xabregas/Marvila. 

- Foto com um dos muitos pescadores à linha, que nestas águas (bem melhores que há uns anos, segundo eles próprios) pescam Robalos e Linguados para consumo próprio.

- Chegada às instalações da RTP. A Ana amarrou a sua bicicleta junto da portaria de entrada, onde alguns funcionários aguardavam no exterior, dentro dos seus automóveis, à espera que vagasse um lugar no parque da RTP para estacionar os seus veículos. O tempo que esta gente perde, a acrescentar ao tempo total de deslocação, só para estacionar.

- Já em estúdio, onde durante 3 horas fomos intervindo, sobre temas sempre relacionados com a bicicleta como meio de transporte e de turismo. Em simultâneo, respondíamos às questões colocadas na página pessoal da Ana na rede social Facebook.

- No final do programa, a foto para a posteridade.

- No caminho de regresso, novamente a acompanhar a Ana até à estação de Comboios do Cais-do-Sodré.

- Em cima, a planta/perfil do trajecto do Cais-do-Sodré às instalações da RTP. 6,2 quilómetros totalmente planos, seguidos de 2,8 quilómetros a subir com uma inclinação média de 3%. De acordo com a própria Ana, nem sequer deu para transpirar. Com uma mudança leve, a uma velocidade baixa, e em amena cavaqueira, este troço a subir faz-se em 20 minutos. Com uma vantagem: é que na volta, é sempre a descer.

Agradeço a todos os que participaram no programa, através de comentários no Facebook. Mais de uma centena de pessoas mostraram que o tema "bicicleta" está na ordem do dia.

Um último agradecimento à Ana Galvão, pela dinâmica com que também promove a utilização da bicicleta como meio de transporte no nosso país, sendo ela a dar o próprio exemplo. Minhas caras senhoras, digam lá agora qual é a desculpa para utilizarem (e pagarem por isso) o vosso automóvel todos os dias, nas vossas deslocações pela cidade onde vivem, estudam ou trabalham.

Paulo Guerra dos Santos

sábado, 30 de outubro de 2010

27.10.2010 - "100 dias" na Antena 3


Para quem não teve oportunidade de ouvir em directo, aqui fica a hiperligação para a entrevista no programa Prova Oral da Antena 3, com o Fernando Alvim e a Rita Moreira.

Paulo Guerra dos Santos e Poderosa

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Mapa da Rede Ciclável de Lisboa

Está disponível desde o passado dia 22 de Setembro 2010, o mapa interactivo com informações sobre a rede ciclável de Lisboa.


Com informações úteis, inclui as zonas da cidade com estacionamento próprio para bicis, a rede ciclável existente ou a construir, este mapa já está disponível em http://lisboaciclavel.cm-lisboa.pt/, prometendo crescer nos próximos anos.

Apesar de ainda curta, a rede ciclável existente já quase que dá a volta à cidade. Mas continua a faltar o mais importante: corredores cicláveis da Baixa ao Campo Grande.

E que fácil seria adaptar as laterais da Av. da Liberdade e da Av. da República com corredores bici. Uma solução passaria pela redução de 2 para 1 via de circulação automóvel, ganhando espaço para o corredor ciclável e para mais estacionamento automóvel (por exemplo, estacionamento em espinha). Satisfaziam-se ciclistas, automobilistas e os 2 milhões de turistas que se estima visitarem a cidade anualmente.

 Em cima, a imagem da esquerda representa a situação actual mais frequente nas vias laterais da Av. da República. Na imagem da direita, uma das soluções possíveis a adoptar. Com custos muito reduzidos, rápida e fácill de implementar, já que na maioria dos casos a intervenção seria apenas ao nível da sinalização horizontal (pinturas) e vertical (sinais), não sendo necessárias obras de construção. Eventualmente, o corredor ciclável poderia estar do lado oposto ao do estacionamento, reduzindo assim o conflito entre a bicicleta e os veículos em manobra de estacionamento.

- Em cima, montagem fotográfica na via lateral ascendente da Av. da Liberdade

Que bonita seria a Avenida .....


Paulo Guerra dos Santos e Poderosa

sábado, 16 de outubro de 2010

08.10.2010 - Bicycle Filme Festival Lisboa

A bicicleta está na moda !!!

A prová-lo, os oradores que "abriram" o Bicycle Film Festival Lx 2010. Viagens pelo mundo, de bicicleta, relatadas pela voz dos próprios intervenientes, na livraria Ler Devagar, na LX Factory em Alcântara.

- O moderador convidado foi o José Candeias, da Antena 1, que tem feito um excelente trabalho de divulgação da bicicleta como meio de transporte, de viagem e de trabalho no transporte de mercadorias.

- Na foto, a contar da esquerda: Pedro Ventura (Camisola Amarela, pedala em "fixed gear"), José Candeias (Antena 1, comunicação social), Cláudio Costa (autor da viagem Festas e Romarias 2010 em Bicicleta), Alexandre Páris (co-autor da viagem Lisboa-Tajaquistão de bicicleta) e Guerra dos Santos (autor da viagem "100 dias de bicicleta em Portugal").

Ficou a promessa de novas e refrescantes aventuras.
 
- Na foto, o Magalhães 2 em grande plano, que acabou por "salvar" a tarde e portar-se lindamente ligado a um projector de LCD durante toda a apresentação, mesmo com videos bem pesados, som e apresentações do OpenOffice. E nem o MAC do organizador do festival lhe conseguiu fazer frente :)

* Fotos por Fábio Teixeira

Guerra dos Santos e Poderosa

domingo, 10 de outubro de 2010

10.10.2010 - 350 partes por milhão de CO2

Por todo o mundo, organizações ambientais promoveram hoje acções de campanha para a redução da emissão de gases com efeito de estufa (GEE) para a atmosfera.


O projecto "100 dias" deu o seu contributo, nesta foto no Padrão dos Descobrimentos em que dezenas de ciclistas desenharam o "350" no chão, com as suas bicicletas, o número máximo de particulas de GEE por milhão, aconselhadas por cientistas por todo o mundo. Neste momento, já existem 390 partes por milhão.

- Durante a fotografia, deitado no chão com a Poderosa

- O amigo Luís Almeida também participou.

Um grande abraço a todos.
Guerra dos Santos e Poderosa

sábado, 9 de outubro de 2010

09.10.2010 - Campeão Ibérico 24 horas BTT

António Henriques, o meu anfitrião em Salvaterra de Magos no 95º dia do projecto dos "100 dias", sagrou-se CAMPEÃO IBÉRICO das 24 horas BTT, na categoria solo masculina do troféu “PTopenXCR”, ao alcançar o 1º lugar na prova derradeira, que se realizou em Manteigas, no skiparque do Sameiro.


- António Henriques, ao centro na foto, com o troféu de Campeão Ibérico 24h BTT 2010

O “PTopenXCR” disputou-se em quatro desafios realizados em circuito fechado, durante 24 horas, com distâncias nunca superiores a 13 quilómetros. O campeão apurou-se mediante a soma de pontos em cada uma das provas.

O esforço do António, foi recompensado depois de muitas horas a pedalar ao frio, sob temperaturas baixíssimas, a rondar os 3ºc, e mais tarde sob temperaturas elevadíssimas, como em Proença a Nova e Castelo Branco, totalizando mais de 1.000 quilómetros em 84 horas de provas.

Este meu anfitrião tornou-se o primeiro português a sagrar-se campeão ibérico nesta prova.

Os merecidos parabéns!!!
 
Hiperligação para o dia 95º deste projecto
 
Paulo Guerra dos Santos e Poderosa

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

30.09.2010 - "100 dias" na TVI

‎"100 dias de bicicleta em Portugal" na TVI, numa entrevista de 15 minutos em directo com a Cristina Ferreira, no passado dia 30 de Setembro. Ver entrevista »

Nessa semana, diversos especialistas entrevistados falaram sobre a "Poderosa" que todas as mulheres têm. Em jeito de brincadeira foi dito ...que eu era o único homem de Portugal a ter uma :)

No último minuto da entrevista foi lançado um desafio ao Professor Marcelo Rebelo de Sousa. Aguardamos resposta.

Paulo Guerra dos Santos e Poderosa

08.10.2010 - Bicycle Filme Festival Lisboa


O Bicycle Film Festival Lx convidou 4 viajantes a contar as suas estórias de descoberta do mundo, montados nas suas "Poderosas". "100 dias de bicicleta em Portugal" estará lá, nesta conferência moderada pelo José Candeias, da Antena 1, também ele um grande promotor e apoiante da bicicleta como meio de transporte e de turismo. Entrada livre.


SEXTA, 8 DE OUTUBRO
17h00
CONFERÊNCIA “ITINERANTES EM BICICLETA”
Livraria Ler Devagar (LX Factory, Alcântara)

http://www.bicyclefilmfestival.com/lisbon/itinerantes-em-bicicleta.html

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

30.09.2010 - De Santos à TVI, em Queluz de Baixo

DESCRIÇÃO
08:20h - Saída da garagem do prédio
08:34h - Chegada à estação de comboios do Rossio
08:41h - Arranque do comboio
08:58h - Chegada à estação de Monte Abraão
09:12h - Chegada às instalações da TVI

RELATO PESSOAL
A mobilidade urbana deve ser analisada casa a caso, e não vista em termos gerais. Cada um de nós deve questionar-se sobre as suas deslocações em particular.

Hoje, em particular, analisei a minha deslocação de um ponto de vista racional: sair de casa e deslocar-me de Santos a Queluz de Baixo sem utilizar o meu automóvel.

Num trajecto com cerca de 16 km, em deslocação para o exterior da cidade de Lisboa, seria tentador pensar que a melhor alternativa é retirar o automóvel da garagem para se viajar com rapidez. Nada mais errado, se tivermos em conta que sair do centro da cidade em automóvel consegue-se a pouco mais de 20 km/h de média. E que ao chegar a Queluz, o trânsito de entrada no IC 19 está literalmente parado, num emaranhado de viadutos, nós rodoviários e rotundas saturadas de tráfego automóvel, que afecta ambos os sentidos das vias.

Assim, e aproveitando a permissão de transportar a bicicleta gratuitamente nos comboios da CP, em qualquer horário, sentido e linha, estas foram as deslocações de hoje até à TVI, para participar no programa "Você na TV" e falar da aventura de 100 dias de bicicleta por terras Lusas com a Poderosa.

 2.5 km de bicicleta, de Santos à Baixa, até à estação de comboios do Rossio, num percurso plano (inclinações entre 0% e 1%)

11 km de viagem em comboio, na Linha de Sintra. Custo: 1.35€. Transporte gratuíto da bicicleta em carruagem com local próprio adaptado para o efeito

2 km de bicicleta, da estação de Monte Abraão aos estúdios da TVI, em Queluz de Baixo, num percurso de inclinações suaves (entre 1% e 3%)

Feitas as contas, 52 minutos bastaram para a deslocação do local de origem ao local de destino. 1,35€ gastos, 28 minutos em duas deslocações de bicicleta com inclinações suaves, 18 minutos de viagem de  comboio e alguns minutos de espera ou tempos mortos.

No total do dia, foram gastos 2,70€, com o regresso pelo mesmo percurso.

Caso fosse utilizado o automóvel, teriam sido gastos cerca de 2 litros de combustível (6 litros por cada 100 km): 2,40€ no caso do combustível mais barato, o gasóleo. Em regra, devido à utilização e desgaste do carro, deve multiplicar-se por 2x o custo com o combustível, para se ter uma noção mais aproximada do verdadeiro custo de utilizar o automóvel. Logo 4,80€ seria o custo real da utilização do automóvel neste trajecto de ida e volta. E em matérias de tempo, só Deus sabe quanto se vai demorar ao utilizar o automóvel. Depende do dia e da hora, do tráfego, dos acidentes, do clima, das obras, dos desvios temporários, das manifestações, das avarias, etc ...

Em breve, hiperligação para a entrevista com a simpática e alegre Cristina Ferreira, do "Você na TV", na TVI

Em baixo, relatório final com as Emissões e Poupança de Gases com Efeito de Estufa do projecto dos "100 dias", bem como outros dados de interesse. Por OFF7


Paulo Guerra dos Santos e Poderosa

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Dia 100 - Cascais a Lisboa

Descrição da etapa final a 22 de Setembro de 2010

09:15h - Arranque da C.M. de Cascais
10:45h - Chegada à Torre de Belém, em Lisboa
11:15h - Arranque da Torre de Belém
12:00h - Chegada à C.M. de Lisboa, na Praça do Município
13:00h - Almoço de confraternização
14:00h - Participação na sessão do Dia Europeu sem Carros, na C.M. de Lisboa
15:15h - Apresentação do projecto dos "100 dias" na C.M. de Lisboa

Total do dia: 38 km em 2:45h
Total do Projecto: 4.520 km de 22 de Maio a 22 de Setembro de 2010

RELATO PESSOAL

MISSÃO CUMPRIDA !!!
Entrada triunfal em Lisboa após 4 meses a pedalar em Portugal. Recepção honrosa por parte de familiares, amigos, conhecidos e adeptos das duas rodas a pedal, de Cascais à C.M. de Lisboa, na Praça do Município.

Deixo aqui os sinceros agradecimentos a todos os que acompanharam esta última etapa do projecto dos "100 dias", e que tornaram este dia memorável. Muitas das fotos seguintes foram tiradas por companheiros que participaram nesta 100ª etapa. E claro, MIL obrigados às centenas de pessoas com quem contactei ao longo destes 4 meses de pedaladas. Todos vós me fizeram crescer mais um pouco.

E por isso mesmo, e porque muitos foram os que pediram para não parar os relatos, fica aqui o compromisso de, pelo menos uma vez por semana, actualizar o blog com assuntos relacionados com Mobilidade, Qualidade de Vida, Paisagens de Portugal e claro ... BICICLETAS. Até porque as viagens de bicicleta em Portugal irão continuar nos próximos 6 meses, para recolher mais e melhor informação junto de algumas pessoas e instituições que conheci ao longo deste projecto.

Até um dia destes !!!
Paulo

- Os companheiros Vasco e Freitas que acompanharam a totalidade desta etapa, da C.M. de Cascais à C.M. de Lisboa

- No Estoril, mais dois companheiros juntaram-se a nós, o Carlos (que veio da Covilhã) e o Luís

- A percorrer a marginal, perto de Oeiras

- A meio da etapa, o registo de uma marca histórica: 4.500 km percorridos de bicicleta em Portugal Continental. Fica a esperança de poder, em breve, percorrer de bicicleta as Ilhas da Madeira e dos Açores

- Em Algés

- Chegada triunfal à Torre de Belém, onde muitas outras pessoas nos aguardavam nas suas bicicletas. Foi aqui que se iniciou este projecto, em 22 de Maio. 4 meses passaram desde então. E bem intensos.

- Na foto, a família Marvanejo veio de Campo Maior, onde montou em tempo recorde esta máquina. A contar da esquerda: João (filho), Joana, Paula e João (pai). Este último leva todos os dias os seus dois filhos à escola, numa bicicleta de 3 lugares, construída por si. Podem vê-los no relato do dia 29 no histórico deste blogue. Um exemplo de qualidade de vida e bem estar interior, que transmitem a quem os rodeia

- Batizada de "Super Poderosa 4", foram necessários 5 quadros de bicicleta, muitos cortes e horas de soldadura para a montar a tempo de participar na 100ª etapa deste projecto

- O arranque da Torre de Belém em direcção à Câmara Municipal de Lisboa, na praça do Município 

- Recentemente foram colocados balizadores neste troço da ciclovia do rio. Antes da sua existência, alguns automobilistas menos atentos estacionavam aqui os seus carros indevidamente, obrigando os ciclistas a desviarem para a via de circulação automóvel. Parabéns à C.M. de Lisboa pela sua implementação no terreno

- Junto ao final da ciclovia do rio, no Cais-do-Sodré

- Na Rua do Arsenal, a 200 metros da meta, a família Marvanejo a pedalar a bom ritmo

- O resto do pelotão a pedalar com atenção redobrada por causa dos carris do eléctrico. Com algum cuidado e atenção, ultrapassa-se este obstáculo sem incidentes
  video
- Chegada triunfal aos Paços do Concelho, em filme

- Com um ramo de flores oferecido por familiares, e com direito a aplausos por parte dos presentes

- A família Marvanejo e o Luís Almeida

- Com o Sr. Santos, pai do aventureiro. A mãe estava a tirar a foto :)

- Com o Luís Almeida. Este utilizador de bicicleta percorre todos os dias os 22 quilómetros que separam a sua casa em Caneças, do Marquês de Pombal onde trabalha. 44 quilómetros por dia, a subir e a descer serra. Este sim, é um verdadeiro exemplo de querer e fazer.

- Estes dois ciclistas são Canadianos. Chegaram a Portugal há uns dias e vão percorrer o sul do país durante cerca de um mês nas suas bicicletas. Ainda no Canadá, liam diariamente as crónicas deste blogue e viam as fotografias que retratam o país. Assim, planearam a sua viagem de bicicleta com maior detalhe, e sabem exactamente o que querem ver. Fizeram questão de participar nesta última etapa e apoiar-me até ao fim. Senti-me honrado com este seu testemunho. A bicicleta é um ponto de encontro entre culturas de diferentes países e pode ser um ponto de viragem no turismo em Portugal.

- Carolina (mãe) e José Manuel (pai) a serem entrevistados pelo José Candeias da Antena 1, que já há algum tempo vem a fazer um trabalho extraordinário no apoio à promoção da bicicleta como meio de transporte, em Portugal. Por isso mesmo, foi recentemente galardoado com o Prémio da Mobilidade atribuído anualmente pela F.P.C.U.B. As bicicletas estão definitivamente a ocupar o seu merecido espaço na sociedade portuguesa.

- Esta senhora, de 74 anos, fez questão de dar o seu apoio a este projecto. Deu um valente tombo à chegada à Câmara, mas sem hesitações levantou-se e voltou a montar na bici. A grande arte não está em saber cair, mas sim na forma como nos conseguimos levantar.

- Os "Camisola Amarela", estafetas em Lisboa que entregam as encomendas dos seus clientes .... de bicicleta, participaram nesta etapa. Na foto, em entrevista para o José Candeias.

- O almoço foi mesmo ali ao lado, na Rua dos Douradores. Sendo uma rua estreita, com muito estacionamento automóvel, sobrava pouco espaço para estacionar as bicis. Gentilmente, a empresa dos "Go Cars" cedeu-nos por uns minutos um canto da sua loja para deixarmos as bicis em segurança. Ficam aqui os agradecimentos

- Após o almoço, participação na sessão de apresentação do mapa online com a rede ciclável de Lisboa. Na foto, ao centro, o Sr. Vereador José Sá Fernandes, da Câmara Municipal de Lisboa

- Apresentação ao público presente do projecto dos "100 dias de Bicicleta em Portugal"

- Oferta de 10 bicicletas à Polícia Municipal, por parte da FPCUB. Na foto, a contar da esquerda, Sr. Vereador José Sá Fernandes, Sr. José Caetano da FPCUB, e o Sr. Subintendente da Polícia municipal de Lisboa, André Gomes (que me confessou ser Transmontano e ter adorado ver algumas fotos da sua região)

- Ao final da tarde, depois da despedida dos companheiros e apoiantes das pedaladas, vem a despedida dos pais, que voltariam ainda hoje para a aldeia de Dornelas de Aguiar, na Beira Alta. Obrigado por me terem apoiado incondicionalmente e, como pais, terem sofrido diariamente com receio dos perigos que se enfrentam em algumas estradas de Portugal. Tudo correu bem, sem um único acidente rodoviário ou problema mecânico na bicicleta. Bem hajam.

- No regresso a casa (a 1 km de Câmara), já com a Poderosa no estacionamento do prédio, toda a carga transportada nestes 4 meses de pedaladas: 4 alforges, uma mala solar e um saco-cama, num total de 25 kg de roupa desportiva, casual e fatos, calçado, ferramentas e supelentes, impermeáveis, saco de primeiros socorros, computador, mapas, águas, colete reflector, necessaire, pequenos objectos de utilidade pontual e claro, ofertas que se foram acumulando pelo caminho como livros, medalhas, galhardetes, camisolas e até caixas de vinho tinto (que foram ficando pelo caminho :))

- Para a posteridade, fica o registo: 4.520 quilómetros percorridos em 4 meses. O que não se vê é todo o gozo e trabalho de preparar e realizar um projecto como este, todas as pessoas com quem partilhei momentos únicos, todas as paisagens naturais que vi e vivi, todas as dificuldades ultrapassadas, toda a informação técnica que acumulei nas conversas com autarcas e técnicos superiores das Câmaras Municipais por esse país fora, onde fui recebido. Fica a promessa de um relato em papel, com os principais acontecimentos, peripécias, conclusões e sugestões, a lançar na próxima primavera. As vossas sugestões e ideias são bem vindas. Fica lançado o desafio.

Um grande abraço a todos !!!!

Paulo Guerra dos Santos e Poderosa 

DADOS TÉCNICOS para cálculo de emissões de CO2
Malas, sacos e alforges: 6, com um total de 25kg
Outros modos de transporte utilizados: nenhum
Horas de utilização de computador: 3:00h
Total de visualizações do blogue: 48.950
Amigos no Facebook: 1.632
Carregamento de telemóvel e lanterna: Mala Solar com painéis fotovoltáicos

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS:
MOTOVEDRAS, pelo excelente equipamento que me cedeu.
DIMODA, pelos fatos da Pierre Cardin que me cedeu, para usar nas cidades.
JP SÁ COUTO, pelo excelente PC Magalhães 2 que ofereceu para esta viagem
OFF7, pelo cálculo e compensação de emissões de CO2.
Bio Future House, pelas malas com painés foto-voltáicos que me carregam o telemóve e a lanterna.
Instituto Geográfico do Exército, pela oferta dos mapas de estradas que me orientam.
Ao José Candeias, da Antena 1, pelo apoio a este projecto

A todos os que acompanharam esta última etapa do projecto, fazendo sentir que valeu mesmo a pena
À C.M. de Lisboa pelo convite endereçado para participar no dia Europeu sem Carros.
A todos os que, desde sempre, apoiaram este projecto, aqui e no Facebook

À Carolina, minha mãe, por todos os dias acender uma vela de azeite a Nossa Senhora de Fátima.
Ao meu pai.

Paulo Guerra dos Santos
Dia 1 - Moita Dia 2 - Setúbal Dia 3 - Alcácer do Sal Dia 4 - Grândola Dia 5 - Santiago do Cacém Dia 6 - Sines Dia 7 - Vila Nova de Mil Fontes Dia 8 - Zambujeira do Mar Dia 9 - Aljezur Dia 10 - Sagres Dia 11 - Lagos Dia 12 - Portimão Dia 13 - Silves Dia 14 - Albufeira Dia 15 - Loulé Dia 16 - Faro Dia 17 - Tavira Dia 18 - Vila Real de Santo António Dia 19 - Alcoutim Dia 20 - Mértola Dia 21 - Serpa Dia 22 - Beja Dia 23 - Moura Dia 24 - Portel Dia 25 - Évora Dia 26 - Arraiolos Dia 27 - Estremoz Dia 28 - Elvas Dia 29 - Campo Maior Dia 30 - Portalegre Dia 31 - Nisa Dia 32 - Vila Velha de Ródão Dia 33 - Castelo Branco Dia 34 - Idanha-a-Nova Dia 35 - Fundão Dia 36 - Covilhã Dia 37 - Belmonte Dia 38 - Guarda Dia 39 - Celorico da Beira Dia 40 - Aguiar da Beira Dia 41 - Moimenta da Beira Dia 42 - Lamego Dia 43 - Vila Real Dia 44 - Tabuaço Dia 45 - Carrazeda de Ansiães Dia 46 - Vila Nova de Foz Côa Dia 47 - Vila Flôr Dia 48 - Mirandela Dia 49 - Macedo de Cavaleiros Dia 50 - Santa Comba de Rossas Dia 51 - Bragança Dia 52 - Vinhais Dia 53 - Valpaços Dia 54 - Chaves Dia 55 - Vila Pouca de Aguiar Dia 56 - Cabeceiras de Basto Dia 57 - Vieira do Minho Dia 58 - Póvoa de Lanhoso Dia 59 - Guimarães Dia 60 - Braga Dia 61 - Ponte de Lima Dia 62 - Valença Dia 63 - Caminha Dia 64 - Viana do Castelo Dia 65 - Esposende Dia 66 - Póvoa de Varzim Dia 67 - Porto Dia 68 - Espinho Dia 69 - Ovar Dia 70 - Murtosa Dia 71 - Aveiro Dia 72 - Águeda Dia 73 - Sever do Vouga Dia 74 - Oliveira de Frades Dia 75 - São Pedro de Sul Dia 76 - Viseu Dia 77 - Tondela Dia 78 - Santa Comba Dão Dia 79 - Coimbra Dia 80 - Montemor-o-Velho Dia 81 - Figueira da Foz Dia 82 - Pombal Dia 83 - Leiria Dia 84 - Nazaré Dia 85 - Caldas da Raínha Dia 86 - Rio Maior Dia 87 - Alcobaça Dia 88 - Fátima Dia 89 - Tomar Dia 90 - Abrantes Dia 91 - Entroncamento Dia 92 - Alpiarça Dia 93 - Santarém Dia 94 - Coruche Dia 95 - Salvaterra de Magos Dia 96 - Alenquer Dia 97 - Torres Vedras Dia 98 - Mafra Dia 99 - Cascais Dia 100 - Lisboa Image Map Passe com o rato sobre as localidades e aguarde 1 segundo. ...........................................................